Curta O Gênero


Oi, gentee!
   Então, o post de hoje é sobre o motivo de eu ter ficado tão sumida na semana passada.   Como alguns devem saber, eu faço curso de fotografia e um dos projetos que a instituição têm é o Curta O Gênero. Dai que na semana passada houve a quarta edição do projeto e eu estava presente. Foi o meu primeiro ano lá, eu não conhecia o projeto e resolvi me engajar em todos os eixos de saber que eu pudesse, o que resultou numa puta falta de tempo pro resto.  Mas pra compensar, eu trouxe um pouco do que rolou lá pra vocês.




O que é o Curta O Gênero?
   Curta O Gênero - Mostra nacional audiovisual /Seminário / Itinerâncias 
   O Curta O Gênero se coloca como uma contribuição para a mudança de mentalidades através da difusão de produções audiovisuais comprometias com a denúncia das desigualdades de gênero e com a construção ou invenção de outras representações e interpretações simbólicas baseadas na equidade de gênero e na afirmação da diversidade sexual.
   O projeto consiste na realização de uma Mostra de Cinema e Vídeo, englobando documentários e ficções, que tenham como elemento central as relações de gênero em qualquer espaço e nas suas intersecções com questões como violência contra mulher, masculinidades, paternidade, diversidade sexual, raça, classe, exploração sexual, dentre outros. 
   O tema desse ano foi "Feminismos para que? Feminismos pra quem?". As diversas ações propostas nessa edição objetivam criar um campo experiencial que favoreça a todas e todos nós, nos aproximarmos, avaliarmos e nos apropriarmos de diversos modos das difíceis questões que nosso tempo nos põe sob a ótica dos feminismos. Citamos aqui, dentre outras questões  àquelas relacionadas as violências de toda ordem contra pessoas, motivadas pelo seu gênero, sua raça ou pelas suas performances sexuais fora do padrão machista e heteronormativo, bem como, a questão dos fundamentalismos políticos, religiosos ou mesmo, "científicos", com suas verdades morais e epistemológicas estabelecidas. 
   Assim, o COG2015 mergulha nos universos teóricos, políticos e estéticos dos feminismos para oferecer um inacabado, mas significativo, painel sobre as questões de gênero e sexualidades na atualidade, com especial atenção aos cenários brasileiros e latino-americano. 



   O evento aconteceu lá na Casa Amarela, no bairro do Benfica. Pude saber mais sobre disso em mesas com convidados nacionais e internacionais, simpósios de alguns estudantes de mestrado do Brasil todo, curtas metragem, documentários, animações, rodas de conversa e muito mais. 


   Haviam também algumas exposições de fotos ligadas a gênero, raça e cultura, por lá... Todas muito lindas e com mensagens muito fortes pra todos que parassem para olhar pelo menos um pouquinho. 


   Tinha também essa feirinha ao ar livre MARAVILHOSA! As lojinhas eram todas de pessoas daqui mesmo da cidade, e todas com um preço bem legal.


   Em resumo, o COG 2015 foi maravilhoso pra mim, tive experiências incriveis e conheci mais sobre assuntos que eu não dominava tão bem.  Meu namorado que também foi comigo, amou tudo. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...